TRE-MT fará a revisão do Plano de Logística Sustentável para o ciclo 2022-2026

A atual Gestão quer aumentar a produtividade jurisdicional, administrativa e da prestação de serviços com harmonia e respeito à manutenção e preservação dos recursos naturais

TRE-MT PLANO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL CICLO 2022-2026

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso fará a revisão do atual Plano de Logística Sustentável-PLS para o ciclo 2022-2026. Nesta sexta-feira (17/09), Gestores de unidades estratégicas do Tribunal estiveram reunidos para conhecer o cronograma dos trabalhos que serão empreendidos pelo grupo de desenvolvimento do PLS. O grupo terá, até o dia 18 de outubro, para apresentar um conjunto de indicadores e ações que visam aprimorar as práticas de sustentabilidade no órgão, seja nas áreas administrativas, como também nas operacionais, principalmente no que se refere a contrações sustentáveis, correta destinação de resíduos e uso eficiente de água, energia elétrica e combustíveis.

 

O Plano de Logística Sustentável  atualmente em execução no TRE contempla o biênio 2019/2021. Sua elaboração e revisão atendem a Resolução CNJ nº 400/2021, que dispõe sobre a política de sustentabilidade no âmbito do Poder Judiciário e a ação nº 38 do Plano da Gestão 2021-2023.

 

“A proteção e a preservação do meio ambiente devem ser consideradas por todas instituições públicas e privadas e também os cidadãos, independentemente de uma obrigação legal, uma imposição superior. A Justiça Eleitoral já possui diversas ações sustentáveis e agora, vamos aprimorá-las e criar novas. Vamos avançar. Todas as capacitações necessárias serão ofertadas, no entanto, a conscientização é ainda mais importante. Atitudes sustentáveis precisam ser empreendidas por todo servidor não só nas suas atividades profissionais, mas na sua vida privada, no seu dia-a-dia, seja com os descartes dos lixos, seja no uso de copos descartáveis, enfim. Precisamos ofertar as próximas gerações um meio ambiente habitável”, ressaltou o presidente do TRE-MT, desembargador

 

O cronograma dos trabalhos foi definido no período de 08 a 17 de setembro. Até o dia 18 de outubro, o grupo de desenvolvimento do PLS avaliará os resultados dos indicadores e as ações implementadas no Plano vigente para assim, definir as metas que serão mantidas, as ações novas a serem inseridas e o modelo de governança que será adotado.

 

Jornalista: Andréa Martins Oliveira

Últimas notícias postadas

Recentes