Acadêmicos de Direito da Unemat visitam Justiça Eleitoral de Mato Grosso

Após a sessão plenária, os acadêmicos conheceram o Memorial da Justiça Eleitoral

Alunos Unemat

“Fazer justiça nesse país não é algo tão fácil, mas quando vemos o semblante de todos estes alunos, com essa vontade de naturalmente buscar seu espaço no mundo jurídico, de praticar a renovação, nos dá a satisfação de saber que o futuro certamente será muito melhor do que o presente”. Com esta mensagem de ânimo, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Gilberto Giraldelli, deu início a sessão plenária desta segunda-feira (02.12). 

As boas vindas foram para receber os alunos do nono semestre de Direito da Unemat, campus Cáceres. O juiz membro do TRE-MT e diretor da Escola Judiciária Eleitoral, Luís Aparecido Bortolussi Júnior, falou em nome dos demais magistrados. “A carreira jurídica é primordial para a sociedade, para a pacificação social. Nosso tribunal possui uma composição híbrida, com desembargadores, juízes estaduais, federais, advogados, membros do Ministério Público, tudo para termos as várias facetas da interpretação do direito, o que possibilita acertar na aplicação da Justiça. Os senhores também poderão fazer parte deste corpo, basta dedicação”. 

Após a sessão plenária, os acadêmicos conheceram o Memorial da Justiça Eleitoral, o depósito de urnas eletrônicos, a Casa da Democracia, oportunidade onde ouviram sobre o processo de democratização brasileira, assim como o aparato necessário em logística para garantir a realização das eleições. 

“É fundamental que os acadêmicos tenham conhecimento técnico além dos passados em sala de aula. Hoje acompanhamos o julgamento de um processo complexo, com sustentação oral da defesa, votos grandes e fundamentados, o direito sendo executado no âmbito eleitoral… Então nós já havíamos visitado o juízo eleitoral de Cáceres, e agora eles conhecem o funcionamento do Tribunal, a aplicação prática do conhecimento jurídico”, destacou o professor de Direito da Unemat, José renato de Oliveira Silva. 

O docente ainda salientou  a importância da Justiça Eleitoral. “Nós somos a única universidade pública do Estado de Mato Grosso que tem o Direito Eleitoral como matéria obrigatória. Ela ganha importância cada vez maior na vida da sociedade, já que ao tratar de Direito Eleitoral, nós estamos tratando de direitos políticos, de direitos fundamentais, ou seja, nós estamos tratando de direitos humanos, da preservação da soberania popular. O estudo do Direito Eleitoral, o conhecimento das regras eleitorais, dos sistemas eleitorais, partidos políticos, é fundamental para a consolidação da democracia, para a consolidação do estado democrático de direito”. 



Jornalista Daniel Dino

Assessoria TRE-MT

Últimas notícias postadas

Recentes