Bruno D’Oliveira Marques assume direção da EJE

Gestão deve continuar até 22 de outubro de 2021

A Escola Judiciária Eleitoral possui um novo diretor, trata-se do juiz membro do Tribunal Region...

A Escola Judiciária Eleitoral possui um novo diretor, trata-se do juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, Bruno D’Oliveira Marques. O corpo diretivo ainda é composto pela desembargadora Marilsen Andrade Addário, como vice-diretora, e dos conselheiros dr. Lídio Modesto da Silva Filho, juiz auxiliar da Presidência, dr. Jackson  Francisco Coleta Coutinho, juiz-membro do Pleno do TRE-MT, e da analista judiciária, Janis Eyer Nakahati, secretária da EJE. 

“É uma grande honra conduzir a Escola Judiciária Eleitoral (EJE), que completou, em 05 de abril passado, 15 anos de sua instalação. É mais de uma década com relevantes serviços prestados na atualização e especialização em Direito Eleitoral para juízes, promotores eleitorais, servidores da Justiça Eleitoral, advogados e atuantes no processo eleitoral, bem como no desenvolvimento de ações institucionais de responsabilidade social e de ações de estímulo ao estudo, à discussão, à pesquisa e à produção científica em matéria eleitoral”, ressaltou o novo diretor. 

O diretor ainda falou sobre o momento de pandemia e continuidade das atividades da EJE. “Em tempos de restrições impostas pela Covid-19, a exemplo da sociedade brasileira, a Escola se reinventa, lançando mão dos recursos tecnológicos para continuar desempenhando à sua missão, contribuindo para o aperfeiçoamento de todos aqueles que militam na área eleitoral e, consequentemente, para o aperfeiçoamento da própria democracia. Atento a essa realidade, focaremos na realização de cursos telepresenciais, bem como na contínua realização de ações de responsabilidade social, a exemplo do programa Voto Consciente”.

O juiz Bruno d’Oliveira assumiu como da EJE no último dia 19 de junho, sendo que sua gestão deve continuar até 22 de outubro de 2021, término de seu biênio na Justiça Eleitoral.  

O juiz Jackson Coutinho assumiu como conselheiro no dia 25 de junho. “Me sinto muito honrado por mais uma vez este Tribunal Eleitoral, nas pessoas do presidente Gilberto Giraldelli, do corregedor Sebastião Barbosa, e o dr Bruno Marques,  confiarem em meu trabalho me designando como Conselheiro Consultivo da EJE. Não tenho medo de desafios porque Deus sempre está comigo. Não medirei esforços para atender os anseios da Escola Judiciária Eleitoral”.

A Escola Judiciária Eleitoral Desembargador Palmyro Pimenta está vinculada à presidência do TRE-MT e tem como finalidade a atualização e a especialização continuada ou eventual em Direito, notadamente em Direito Eleitoral para magistrados, membros do Ministério Público Eleitoral, servidores da Justiça Eleitoral, advogados e outros interessados, bem como o desenvolvimento de ações institucionais de responsabilidade social e de ações de estímulo ao estudo, à discussão, à pesquisa e à produção científica em matéria eleitoral.

jornalista Daniel Dino
Assessoria TRE-MT

Últimas notícias postadas

Recentes