Dia Mundial do Meio Ambiente: TRE-MT aprova Plano de Logística Sustentável

O PLS possui regulamentações e ações para a Gestão de resíduos e desfazimento, Leiaute de ambientes e obras, Limpeza, Vigilância, Veículos e combustíveis, Qualidade de vida no ambiente de trabalho, Capacitação de servidores em educação socioambiental, e Contratações sustentáveis

Placa Solar

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) aprovou nesta quarta-feira (05.06), em sessão plenária, o seu Plano de Logística Sustentável (PLS). Trata-se de um conjunto de indicadores e ações que visam aprimorar as práticas de sustentabilidade no órgão, seja nas áreas administrativas, como também nas operacionais, principalmente no uso eficiente de água, energia elétrica, combustíveis e correta destinação de resíduos.

 

“Estamos aqui estabelecendo uma série de diretrizes para que o nosso Tribunal tenha uma atuação mais voltada em respeito ao meio ambiente, que esse plano seja adotado como referência para toda e qualquer ação que formos iniciar. Vamos trabalhar para que seja uma realidade em nosso TRE”, conclamou o presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli.

 

Dentre as ações previstas no PLS, está a redução no consumo de papel e suprimentos de impressão, por meio de ações concretas como configurar todas as impressoras do órgão para imprimir em ambos os lados da folha do papel, garantir que as comunicações eletrônicas, ou seja, e-mails, tenham o mesmo valor institucional/oficial que os documentos impressos, assim como fazer um monitoramento eficiente da quantidade impressões nos setores, assim como o consumo de papel. Outra ação que irá contribuir decisivamente com a redução do consumo de papel é a instalação do Processo Judicial eletrônico (PJe) em toda a Justiça Eleitoral do Estado, em todos os cartórios.

 

O uso de copos descartáveis também será monitorado no Tribunal. Serão realizadas campanhas de conscientização para que os servidores utilizem copos de vidro, xícaras de louça ou outros utensílios que possam ser reaproveitados. Da mesma forma, o fornecimento de água deverá ser paulatinamente ampliado para vasilhames de 20 litros, ou filtragem em bebedouros, em substituição nos setores onde ainda há fornecimento de água em garrafas de 500 ml.  

 

Com relação a energia elétrica, o Tribunal já iniciou a montagem de sua usina solar. Ao todo, estão sendo instalados 3.760 painéis solares que juntos gerarão 1,1 MW (MegaWatt), energia suficiente para tornar a Sede do TRE-MT autossuficiente. A produção de energia ainda ajudará a custear parte das despesas com energia elétrica dos Cartórios Eleitorais. As placas utilizadas possuem vida útil de 50 anos, sendo que no 25º ano, apresentarão rendimento mínimo de 80.75% do seu rendimento inicial. A tecnologia propiciará o suprimento energético de forma sustentável, contribuindo para a preservação do meio ambiente e das gerações futuras. A expectativa é que a instalação esteja concluída ao final do mês de agosto.

 

Mais do que gerar a própria energia, é preciso reduzir o consumo. Com esta máxima, o PLS prevê fazer a substituição gradativa das lâmpadas fluorescentes do órgão por iluminação LED, implantar sistemas automatizados para que todos os computadores sejam desligados ao final do expediente caso algum servidor não faça o desligamento manual, garantir que novas edificações tenham etiquetadas de eficiência energética, assim como as análise técnica de todas as futuras aquisições de equipamentos.

 

O mesmo esforço será aplicado ao consumo de água no órgão. Serão criadas rotinas de economia na limpeza de tribunal, assim como nas áreas com necessidade de irrigação. Toda a estrutura hidráulica será avaliada com a identificação de oportunidades de melhoria no consumo deste recurso natural.

 

O PLS ainda possui regulamentações e ações para a Gestão de resíduos e desfazimento, Leiaute de ambientes e obras, Limpeza, Vigilância, Veículos e combustíveis, Qualidade de vida no ambiente de trabalho, Capacitação de servidores em educação socioambiental, e Contratações sustentáveis.     

 

 

Matéria Daniel Dino

Assessoria TRE-MT

Últimas notícias postadas

Recentes