TSE promove debates para celebrar o Dia Internacional da Mulher

Encontros com diversas personalidades serão comandados pelo presidente do TSE e mediados pela jornalista Petria Chaves

Encontros contarão com personalidades mediados pela jornalista Petria Chaves

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado no próximo dia 8, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) promove, durante todo o mês de março, uma ação especial: o Mulheres Debatem. A cada sexta-feira, sempre às 15 horas, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, se encontrará com personalidades femininas importantes do Brasil para debater temas ligados a igualdade (5/3), liderança (11/3), violência (19/3) e gênero (26/3).

Os encontros serão realizados em formato virtual e transmitidos pelo canal da Justiça Eleitoral no YouTube sob mediação da jornalista e apresentadora Petria Chaves. A série de diálogos é organizada pela Comissão TSE Mulheres, que tem como objetivo incentivar a participação feminina na política e na Justiça Eleitoral.

Confira entrevista completa com a mediadora do “Mulheres Debatem”, Petria Chaves

“Uma honra debater esse tema, e debatê-lo nesse momento, no qual temos a necessidade de falar sobre a questão da igualdade e da mulher, e dar um passo além nessa discussão”, disse a jornalista sobre o convite para participar da ação.

Segundo Petria, a expectativa dos encontros é entrar na profundidade das mulheres tão representativas que participarão dos debates. “Olhar para toda a profundidade do SER e da sociedade, levantando o tema da necessidade de um novo homem e de uma nova mulher. Espero, com essas discussões, entrar mais na questão da filosofia da ação para a transformação da atitude das mulheres. Minha expectativa é aprender demais, e ouvir a voz de gente bacana que irá falar sobre esse assunto que é tão urgente para o Brasil”, explicou ela.

Para a jornalista, o empoderamento da mulher é um processo constante que não tem fim. “É um processo para a vida, para a história. Se o modelo da nossa sociedade é masculino, devemos pensar então como uma mulher pode transformar isso, e não apenas ser poderosa nesse tabuleiro masculino. Como ela pode transformar a sociedade em modelos mais femininos, e que esses sejam modelos de sucesso. Isso vale para a política, mas vale também para tudo. O nosso grande desafio não é só ter mais mulheres no parlamento, na política, mas transformar a política também num modelo mais feminino, em que valores femininos sejam encarados como importantes”, disse.

Sobre desinformação, discurso de ódio e linchamentos virtuais tão presentes contra as mulheres, Petria ressaltou que é responsabilidade de todos transformar a sociedade para melhor, e que se faz necessário um diálogo entre o indivíduo e o coletivo, e o aprimoramento desse processo.

O primeiro encontro do “Mulheres Debatem” será sobre igualdade, e, além de Petria e do ministro Barroso, contará com a participação da juíza federal Adriana Cruz e da cientista política Flávia Biroli. Anote na agenda: sexta, dia 5 de março, às 15 horas, tem a estreia no canal do YouTube da Justiça Eleitoral.

 

Fonte: TSE

Últimas notícias postadas

Recentes