TRE-MT realiza ‘Diálogo com Quilombolas’ na comunidade Mata Cavalo.

O “Diálogo com Quilombolas” faz parte de uma série de eventos realizados pelo TRE-MT com objetivo de aproximar a Justiça Eleitoral com a sociedade.

Diálogo com Quilombolas
Presidente do TRE-MT, desembargador Márcio Vidal, debate cidadania com os quilombolas

“Existem políticos que continuam usando a população e a eleição para seus interesses particulares, promovendo a escravidão de pessoas. Precisamos de liberdade com qualidade de vida. Esta é uma luta de todos os seres humanos, em especial da sociedade brasileira”. As afirmações foram feitas nesta terça-feira (18.09) pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Márcio Vidal. Uma comitiva da Justiça Eleitoral esteve presente no município de Nossa Senhora do Livramento, no quilombo Mata Cavalo, para um debate sobre democracia e participação popular.

O “Diálogo com Quilombolas” foi realizado na Escola Estadual Tereza Conceição de Arruda. “Esta foi a primeira vez que a direção geral do TRE-MT esteve em um quilombo, que se preocupou em ouvir o que pensamos. Certamente foi uma conquista da nossa comunidade. Temos a consciência que o voto é um direito que deve ter a participação de todos”, pontuou o representante do quilombo Abolição, no município de Santo Antônio do Leverger, Willian Reis.

Com uma fala mais política, a professora Gonçalina Eva Almeida, fez uma reflexão sofre a participação do povo negro e adas mulheres na política. “A participação dos negros na política é mínima, quase inexistente. Os empregos que sobram para os negros são os cargos com menor complexidade e remuneração. Precisamos debater este assunto, o porque quem é eleito não representa a maioria da população. Sobre as mulheres, somos mais de 50% dos eleitores, porém sempre elegemos uma ou no máximo duas deputadas”.

Os magistrados da Justiça Eleitoral levaram informações sobre os mecanismos que o tribunal oferece para denúncias, como aplicativos, e-mails, telefones e caminhos que devem ser adotados quando os quilombolas presenciarem qualquer irregularidade. Para o senhor Ciseriano do Carmo Santo, é necessário atenção durante o dia de votação. “Já vimos aqui em nossa comunidade crianças acompanhando pessoas muito idosas na hora de votar, a mesma criança acompanhando mais de uma pessoa”.

Neste caso, o juiz eleitoral Paulo Cézar Sodré, explicou que idosos com dificuldade de mobilidade podem ter uma pessoa acompanhando-os no local de votação. “A orientação dada durante os treinamentos é que os acompanhantes de idosos fiquem na sala de votação, mas não na urna, isso em último caso, sendo que os mesários estão atentos a estas situações. Os próprios fiscais de partidos políticos acompanham este processo. Agradecemos muito a denúncia e ficaremos ainda mais atentos neste pleito”.

O “Diálogo com Quilombolas” faz parte de uma série de eventos realizados pelo TRE-MT com objetivo de aproximar a Justiça Eleitoral com a sociedade. É um trabalho com objetivo de ampliar a consciência do eleitor sobre a necessidade de envolvimento na política e fiscalização das eleições.

 

Matéria: Daniel Dino
Assessoria TRE-MT

 

Curta a página do TRE-MT no facebook

Acesse o TRE-MT no Flickr 

Acompanhe o TRE-MT pelo Twitter

Siga o TRE-MT no Instagram

Últimas notícias postadas

Recentes

NOTA DE PESAR

Aos 62 anos de idade, atualmente ocupava o cargo de deputado federal eleito pelo Estado de São Paulo