43ª Zona Eleitoral, Prefeitura e Câmara Municipal de Sorriso se unem para incentivar o alistamento eleitoral de jovens de 16 e 17 anos

Além do juiz eleitoral da 43ª ZE, assinaram o Termo: o presidente da Câmara Municipal, Cláudio de Oliveira e o prefeito municipal, Ari Genézio Lafin.

Sorriso

Incentivar os jovens de 16 e 17 anos residentes em Sorriso a efetuarem o alistamento eleitoral para, já nas eleições de 2020, participarem ativamente da vida política do município. E com esse objetivo que a 43ª Zona Eleitoral, a Prefeitura e a Câmara Municipal de Sorriso assinaram, nesta semana, um Termo de Cooperação.

 “Queremos despertar a consciência cívica nos jovens de 16 anos e menores de 18 anos. Mesmo não sendo obrigados a votar, esses jovens podem se alistar, ouvir e analisar os projetos políticos dos candidatos e escolher conscientemente seus representantes. Eles já podem opinar e escolher as políticas públicas que querem ver implementadas”, ressaltou o juiz da 43ª Zona Eleitoral, Anderson Candiotto.

 De acordo com o Termo serão realizadas palestras nas escolas públicas e privadas em funcionamento no município de Sorriso. Durante as palestras serão abordados temas como: cidadania, direitos, deveres e garantias fundamentais do indivíduo na sociedade, além é claro, da importância da participação na vida política por meio do exercício do voto. “Vamos despertar a consciência cívica”, frisou o magistrado.

 Além do juiz eleitoral da 43ª ZE, assinaram o Termo: o presidente da Câmara Municipal, Cláudio de Oliveira e o prefeito municipal, Ari Genézio Lafin.

 

Homenagem

 

Na ocasião da assinatura do Termo, o juiz da 43ª ZE, Anderson Candiotto entregou ao prefeito de Sorriso, Ari Genézio Lafin, o “Diploma de Honra à Prefeitura Municipal de Sorriso” pelos relevantes serviços prestados à Justiça Eleitoral.

 “A revisão com coleta de dados biométricos em Sorriso ocorreu de dezembro de 2018 a abril deste ano. Obtivemos êxito. O resultado satisfatório foi possível graças ao apoio da Prefeitura Municipal, que cedeu servidores e estagiários para atuarem no atendimento, além de disponibilizarem um espaço no “Ganha Tempo” onde funcionou um posto de atendimento ao eleitor. Além disso, o executivo nos auxiliou na divulgação da revisão e de sua obrigatoriedade junto à população. É justo esse reconhecimento”, ressaltou o magistrado.

 

Jornalista: Andréa Martins Oliveira

 

Curta a página do TRE-MT no facebook

Acesse o TRE-MT no Flickr 

Acompanhe o TRE-MT pelo Twitter

Siga o TRE-MT no Instagram

Últimas notícias postadas

Recentes