Em busca de atender o eleitor com excelência, TRE capacita 60 servidores

TRE CAPACITA SERVIDORES DO FÓRUM ELEITORAL DE CUIABÁ

Curso servidores

Visando atender ao público com excelência, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso deu início à capacitação "Visão Sistêmica do Atendimento Público ao Cidadão-Eleitor, que contemplará 60 servidores que laboram na Casa da Democracia e nos 04 cartórios de Cuiabá. O curso será realizado neste mês nos dias 9 e 10 e de 15 a 17.

 

A capacitação – na modalidade presencial-, terá duração de 66 horas, durante a qual temas relacionados ao atendimento, legislação e sistemas operacionais serão objeto de aulas expositivas, teóricas e práticas. No ambiente de capacitação serão realizados exercícios, grupos de discussão, simulações de atividades e estudos de casos. (veja conteúdo programático abaixo).

 

Os quatro módulos que serão trabalhados no decorrer do curso terão como instrutores servidores da Justiça Eleitoral, com larga experiência e formação acadêmica para ministrar os conteúdos.

 

Os participantes do curso parabenizaram a atual Gestão do TRE pela iniciativa. "Eu me sentia desvalorizada e com essa atitude da administração vejo que, nós, como atendentes, somos essenciais no processo e me sinto motivada. Eu sempre dou melhor de mim, mas vejo que tenho capacidade para me doar ainda mais na prestação do serviço à sociedade. Além disso, será uma grande oportunidade para me capacitar na parte da legislação eleitoral que é ampla e que requer um profundo entendimento", destacou Odi Maria Falboti das Chagas, que trabalha na Central de Atendimento ao Eleitor de Cuiabá.

 

A oportunidade de capacitação também foi vista com bons olhos pelo servidor Antônio Henrique Ricci Boaventura. "Acho importante aprimorar os trabalhos da Justiça Eleitoral no sentido de realizar um atendimento mais eficaz, humano e melhor para o eleitor. Não é um momento fácil para a Justiça Eleitoral que está sob ataque, cartórios estão sendo fechados, mas a gente tira forças até nos momentos mais difíceis para cumprir nossa missão: que é atender o cidadão/eleitor e garantir que a democracia no nosso país prevaleça e seja exercida da melhor forma possível".
 
Na abertura do curso, autoridades destacam a importância dos trabalhos desenvolvidos pelos atendentes

 

O presidente do TRE, desembargador Márcio Vidal, participou da abertura do curso e destacou a importância de todos os atendentes para a Justiça Eleitoral. "Todos nós temos a visibilidade do problema que aflige essa nação. Os senhores são agentes importantes nesse processo de amadurecimento da democracia e exercício da cidadania. As pessoas de forma equivocada pensam que a democracia se resume a votar e ser votado, mas é muito mais que isso. Sei que vocês como atendentes ouvem certos desalentos por parte do cidadão eleitor, que devem dizer: "Para que votar?" E nesse momento, como comissão de frente da Justiça Eleitoral, devem saber oferecer uma palavra de conforto e transmitir a reflexão que os problemas que estamos vivendo – já enfrentado por outras nações pode acabar, desde que tenhamos a consciência que podemos dar um basta".

 

O vice-presidente do TRE e corregedor regional eleitoral, desembargador Pedro Sakamoto, falou da importância da capacitação para se atingir a excelência no atendimento.  "Vocês atendentes são os carros chefes da Justiça Eleitoral e representam nossa Instituição. A exemplo da eleição, sem os mesários nós não somos nada e aqui, no atendimento, sem vocês também não somos nada. Vocês nos representam no primeiro momento. Espero que com essa capacitação possam aperfeiçoar cada vez mais o atendimento que prestam, para que a Justiça Eleitoral seja cada vez mais reconhecida pelo público, pela eficiência dos serviços prestados".

 

O diretor geral do TRE, Nilson Fernandes Bezerra, ressaltou que o maior patrimônio da Justiça Eleitoral não é sua estrutura física, como prédios e urnas eletrônicas, por exemplo, mas seus recursos humanos. "O servidor é o nosso maior patrimônio e é sobre eles que temos que fazer o maior investimento. Nós, enquanto servidores, temos que evoluir ao longo do tempo e essa evolução se dá por diversas formas, mas em especial, por meio da capacitação. A atual administração tem entre seus três pilares a aproximação com o cidadão eleitor, porque entende que a Justiça Eleitoral não deve apenas fazer eleição e julgar processos, mas ir além.   Nosso principal cliente é o cidadão eleitor e são vocês na linha de frente que atendem essas pessoas. A satisfação do eleitor é o nosso resultado e é desta análise que sabemos se ele está sendo bem ou mal atendido".

 

Também presente na abertura do curso, a presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso, Jamila Abrão Fagundes, parabenizou a atual Gestão do TRE pela iniciativa. "Nós sabemos que hoje a Justiça Eleitoral passa por um momento conturbado e de restruturação profunda e a sua frente de batalha (os atendentes) são a cara da Justiça Eleitoral, por isso precisa ser muito bem amparada. Todos - servidores, estagiários, requisitados - estão voltados para o propósito deste curso que é bem atender o cidadão eleitor com inteligência emocional e escopo no princípio da dignidade da pessoa humana. Parabenizo essa gestão pela brilhante democracia institucional que está sendo implantada e pelo projeto brilhantemente desenvolvido para atingir o foco que é o cidadão eleitor".

 

Veja o conteúdo programático:

 

O módulo I – Visão sistêmica do atendimento público a cidadão-eleitor serão abordados os seguintes temas: o serviço eleitoral e o atendimento ao eleitor cidadão; visão sistêmica do atendimento e a importância da atividade eleitoral para o País; atendimento e tratamento; eficiência, eficácia e efetividade no atendimento; abordagem ao cidadão eleitor e inteligência emocional para o atendimento; estratégias de comunicação; e aspectos relevantes do atendimento no contexto eleitoral. Esse módulo será ministrado pela servidora Kelly Cristina Esteves Ferreira.

 

No módulo II denominado Atendimento ao Cidadão-Eleitor serão trabalhados: os requisitos para o alistamento eleitoral; nacionalidade brasileira; brasileiro nato; brasileiro naturalizado; portugueses beneficiados pelo estatuto da igualdade; domicílio eleitoral; vínculos (residencial, profissional, patrimonial ou comunitário); quitação com o serviço militar; e operações RAE – Alistamento, transferência, revisão e segunda via; multas eleitorais; e incapazes de exprimir a própria vontade. Esses temas serão conduzidos pelos servidores: Erivelto Bastos Novais, Kelsen de França Magalhães, Márcio Conceição de Lara Cunha, Sueli Sanae Shimada Ueda.

 

Já o módulo III – Treinamento Sistema ELO, ministrado pelo servidor Carlos Alberto Soares, contemplará o seguinte conteúdo programático: forma de consultar o cadastro de eleitores; identificação e leitura de situações de  eleitores, código ASE, etc..; atendimento a gêmeos; tipos de operações; preenchimento formulário virtual ERA; multas eleitorais; emissão de certidões; exclusão de operações equívocas; diligências – mandados de biometria; banco de erros; coincidências; relatórios de conferência; reimpressão de títulos; título NET; leitura de ícones biometria; pendencias de biometria; utilização dos aplicativos de coleta biométrica, entre outros.

 

Por fim, no módulo IV será trabalhado o uso e conservação do "Kit" biométrico.

 

Jornalista: Andréa Martins Oliveira

Últimas notícias postadas

Recentes