Corregedoria Eleitoral lança Programa Integra; iniciativa permitirá apoio e partilha de boas práticas entre zonas eleitorais

O Integra funcionará como instrumento de apoio a Corregedoria na realização de correições e inspeções ordinárias

FACHADA

Oportunizar a zona eleitoral que se destaca pela atuação administrativa e jurisdicional a possibilidade de compartilhar suas boas práticas, orientar e apoiar outra ZE, num movimento cíclico de solidariedade e fortalecimento da 1ª Instância da Justiça Eleitoral. Foi com esse objetivo que a Corregedoria Regional Eleitoral de Mato Grosso instituiu o Programa Integra.

 O Integra funcionará como instrumento de apoio a Corregedoria na realização de correições e inspeções ordinárias. Desta forma, um servidor e/ou magistrado da Zona Eleitoral que se tornou referência pela alta produtividade e excelência na prestação dos serviços, será convidado para compor a Comissão Especial de Inspeções e Correições,

 “A participação no Programa é facultativa e ocorrerá a partir de convite formulado pela Corregedoria, que terá como base a última lista de classificação do Prêmio Esemplare. O convite será feito a primeira colocada da última edição do prêmio e, se não for possível sua participação, convidamos a seguinte e, assim, sucessivamente”, ressaltou o coordenador jurídico da CRE, Carlos Luanga.

 Carlos explica que além de possibilitar o envolvimento de colaboradores da Justiça Eleitoral, lotados na 1ª instância, em atividades correicionais realizadas pela Corregedoria em de outras Zonas Eleitorais, o programa também é constituído de um subprograma denominado intercâmbio de ideias. “Esse subprograma permitirá a troca de experiência entre servidores de instância distintas, e também por meio de oferta de força laboral em atividades presenciais ou remotas promovidas pela Corregedoria, visando a promoção do aprendizado, maior integração entre servidores e instâncias e a troca de experiências voltadas ao aperfeiçoamento e otimização dos serviços eleitorais”.

 Por fim, os integrantes do Programa Integra poderão atuar, além das atividades correicionais desenvolvidas in loco, nas atividades correicionais remotas.

 “O Integra está relacionado ao programa de recompensa e a política de valorização dos servidores e magistrados vinculados ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso. A participação efetiva de servidores no Programa INTEGRA será registrada em seus assentos funcionais. Em todo o Estado há 57 zonas eleitorais, que juntas, compõem a 1ª Instância da Justiça Eleitoral. Ao permitir essa troca de informações e orientações estamos unindo forças para fortalecer o todo. Não há dúvida que o agir coletivo sempre trará mais reflexos que o agir individual”, destacou o corregedor regional eleitoral, desembargador Sebastião Barbosa.

 O assessor técnico da CRE e responsável pela implementação do programa, Kelsen de França Magalhães explica que o Integra atende o anseio de ampliação das propostas formuladas no I e II FReZE (Fórum Regional de Representantes de Zonas Eleitorais) com o fortalecimento do Sistema de Recompensas (Prov. 6/2013), idealizado pelo Núcleo Temático 8 do I FReZE.

 “Essas ações são reflexos de um grande trabalho, o qual foi coordenado pelo servidor Antônio Henrique Ricci Boaventura, o qual atenderá os objetivos da Resolução do CNJ 194/2014 e às metas para o biênio 2019/2020 estabelecidas pelo atual corregedor regional eleitoral, desembargador Sebastião Barbosa de Farias”.

 

Programa Integra se torna realidade na correição em Cotriguaçu

 Nos dias 03 e 04 deste mês a Corregedoria Regional Eleitoral realizou a correição humanizada e o programa Integra no município de Cotriguaçu. Participou da comissão responsável pela condução dos trabalhos, o servidor Gilson Lourenço Ribeiro da 18ª Zona Eleitoral de Mirassol D’Oeste. A 18ª ZE venceu o prêmio Esemplare em 2018.

 “Participei de todo o procedimento e levei ao conhecimento dos servidores da 48ª Zona Eleitoral o formato de adotamos na 18ª ZE para conduzir as atividades. Mas também absorvermos valiosas informações. Esse momento é de partilha mesmo, de fortalecimento dos serviços prestados e também das relações interpessoais entre os colaboradores da Justiça Eleitoral”, afirmou Gilson.

 Jornalista: Andréa Martins Oliveira

Últimas notícias postadas

Recentes