Programa Voto Consciente: alunos da E.E Padre João Panarotto escutam propostas dos cinco partidos

Ao contrário do que ocorre nas eleições oficiais, em que as promessas feitas em campanha só podem ser efetivadas pelos candidatos após o pleito e, se eleitos, no Programa Voto Consciente, os alunos lançam suas propostas e as colocam em prática antes mesmo da votação.

TRE-MT VOTO CONSCIENTE PANAROTTO

Os alunos da Escola Estadual Padre João Panarotto se reuniram nesta terça-feira (12 de junho) para escutar as propostas de campanha de cinco partidos. A unidade escolar participa, este ano, do Programa Voto Consciente e todos os estudantes foram convidados a participar de uma eleição parametrizada, com a vivência de todas as etapas do processo eleitoral – campanha, votação, apuração e diplomação dos eleitos.

 

Daniel Ramos de 17 anos falou da importância do Programa. "Nesses poucos meses que o Voto Consciente está na nossa unidade escolar já fez com que interessássemos pela cidadania, democracia e política e isso é importante para nossa sociedade. Aprendemos que o voto é coisa séria. Vivenciar a eleição nos instrui para o futuro e para o período das eleições".

 

Para a aluna Graziella Proença, de 16 anos, o "Voto Consciente" trouxe conhecimentos.  "Estou aprendendo sobre como votar e como escolher o candidato. Não podemos escolher o candidato só porque tem várias propostas, pois ele pode não concretizar nenhuma delas. Devemos também prestar atenção nos que apresentam poucas propostas porque pode ser que consigam cumprir".

 

Ao contrário do que ocorre nas eleições oficiais, em que  as promessas feitas em campanha só podem ser efetivadas pelos candidatos após o pleito e, se eleitos, no Programa Voto Consciente, os alunos lançam suas propostas e as colocam em prática antes mesmo da votação. "Buscamos despertar neles o espírito de união, despertando a certeza de que com ações concretas eles podem melhorar a qualidade de vida no ambiente escolar. Após o programa, muitos projetos são mantidos pelos alunos com a participação de todos", explicou a secretária da Escola Judiciária Eleitoral de Mato Grosso, Janis Nakahati.

 

Veja as propostas

 

O Partido da Educação e do Meio Ambiente (PEMA) vai promover ações que conscientizem a comunidade escolar a manter a escola limpa e a não desperdiçar alimentos. "Realizaremos um concurso para ver qual classe desperdiça menos alimentos nas refeições. Haverá prêmios aos vencedores e punição aos que mais desperdiçam", explicou Aline Moura de 16 anos.

 

Com o lema "Construindo uma sociedade cidadã", o Partido da Ética e Cidadania (PEC) vai criar uma equipe de orientação para combater atos de depredação, estimulando atitudes éticas e cidadãs e promover ações que melhorem o relacionamento dos funcionários com os alunos. "Queremos que todos os alunos sejam protagonistas e nos ajudem a denunciar atos de depredação à coordenação pedagógica. Além disso, vamos promover atividades entre estudantes e funcionários, para estabelecer com eles uma relação harmoniosa", garantiu um dos representante do partido. O PEC também vai buscar parcerias com outras instituições para a realização de palestras educativas que visem diminuir as várias formas de preconceito.

 

Já o Partido da Cultura, do Esporte e Lazer (PCEL) garantiu que irá retomar as atividades da rádio escolar, revitalizar a quadra de esportes, criar a semana do estudante, promover gincana cultural e show de talentos e criar a caixa da verdade, onde os alunos depositarão sugestões de melhorias para a escola. "Pretendemos também promover um torneio interclasses das escolas plenas e criar o jornal mural com recadinhos e reflexões. Nosso lema é "Pensou esporte, cultura e lazer. Vote PCEL", ressaltou um dos representantes do partido.

 

Combate à Depressão e à violência são os principais temas a serem trabalhados pelo Partido do Direito à Vida e à Saúde, cujo lema é "PDVS, o partido que cuida de você!". "Vamos criar um grupo de apoio para combater a depressão e todas as formas de violências, com encaminhamento ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAs), Centro de Valorização da Vida (CVV) e a psicóloga. Além disso, vamos elaborar panfletos sobre depressão e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e criar um painel, no qual os alunos poderão expressar o bom humor, fixando no início do dia um emoji", explicou um dos membros do partido.

 

Por fim, o Partido do Respeito às Diversidades (PRD) pretende criar diálogos entre os alunos e implantar um espaço diferente, onde os alunos possam interagir entre si e com os funcionários.

 

Conheça o Programa:

 

O Projeto Voto Consciente foi criado em 2011 pela Escola Judiciária Eleitoral (EJE) do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso em parceria com a Seduc/MT e tem como objetivo estimular a consciência cívica em jovens do ensino médio, fortalecendo princípios éticos e estimular a participação política livre, democrática e consciente.

 

Por ano, 5 escolas públicas são selecionadas para participar do projeto. Cada unidade escolar escolhe 25 alunos do ensino médio, que se dividem em grupos de 5 membros. Cada grupo representará um partido.

 

As siglas partidárias já são definidas pelo Projeto e são elas: PEMA (Partido da Educação e do Meio Ambiente), PEC (Partido da Ética e Cidadania), PCEL (Partido da Cultura, do Esporte e Lazer), PRD (Partido do Respeito às Diversidades) e PDVS (Partido do Direito à Vida e à Saúde).

 

Cada grupo escolhe um partido e dentro da proposta do mesmo escolhe um tema que será defendido durante a campanha eleitoral no âmbito escolar. Nesta fase, os alunos integrantes de cada agremiação partidária apresentam na teoria e na prática, aos demais estudantes, suas propostas de melhorias para a comunidade escolar.

 

Encerrado o período de campanha, todos os estudantes da unidade escolar são convidados a irem às urnas e votar no partido que consideram ter apresentado a melhor proposta. Os membros do partido eleito são diplomados.

 

Todo o processo eleitoral vivenciado pelos estudantes, desde a escolha dos membros de cada partido até a diplomação tem o acompanhamento e orientação da EJE.

 

Nestes sete anos (2011 a 2017), o projeto já beneficiou alunos de 35 escolas públicas de Cuiabá e Várzea Grande.

 

Jornalista: Andréa Martins Oliveira


Curta a página do TRE-MT no facebook: https://www.facebook.com/tremtoficial/

Acesse o Flickr do TRE-MT: https://www.flickr.com/photos/tre_mt/

Acompanhe o TRE-MT pelo Twitter: www.twitter.com/oficial_tremt

Siga o TRE-MT no Instagram: https://www.instagram.com/tre_mt/


Últimas notícias postadas

Recentes