Rede interna de governança

Estrutura da Rede Interna de Governança do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso

  

Instituída pela Resolução nº 1.719, de 25 de fevereiro de 2016, a Rede Interna de Governança do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso é o órgão interno para a definição das políticas e serviços públicos, com os seguintes objetivos:

- proteger o patrimônio público e os valores da Justiça Eleitoral;

- consolidar um modelo de gestão amplo e otimizado;

- identificar, tratar e direcionar as questões estratégicas;

- focar as ações e estratégias do Tribunal em resultados para os cidadãos e usuários dos serviços;

- gerenciar riscos;

- desenvolver a capacidade e a eficácia do corpo diretivo do Tribunal; e

- envolver efetivamente os stakeholders na gestão.

 

 Clique aqui para visualizar o organograma da Rede Interna de Governança

 

Art. 5° A estrutura da Rede Interna de Governança compõe-se:

I - da instância de governança, materializada no Conselho Administração Eleitoral - CONADE; e

II - das instâncias de apoio à governança, constituídas:

a) pelos seguintes comitês estratégicos:

1. Comitê Estratégico de Gestão Judiciária- CEJUD;
2. Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação- CETI;
3. Comitê Estratégico de Orçamento e Compras- CEOC;
4. Comitê Estratégico de Gestão de Pessoas- CEGEPE; e
5. Comitê Estratégico de Inovação Administrativa - COMEIA.

b) pelos seguintes núcleos estratégicos:

1. Núcleo Estratégico Socioambiental- NESA; e
2. Núcleo Estratégico de Qualidade de Vida no Trabalho - NQVT.

c) pelas seguintes unidades administrativas de avaliação e monitoramento:

1. Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria;
2. Ouvidoria Eleitoral;
3. Corregedoria Regional Eleitoral; e
4. Assessoria de Gestão Estratégica.

 

 

As reuniões do CONADE e de todos os comitês estratégicos são públicas e podem ser acompanhadas por qualquer interessado. Além disso, é assegurada a manifestação de representante do Sindicato e do Órgão de Controle Interno.