Comitê Gestor de Biometria - CGBIO

A Portaria nº 353/2019 alterou a  Portaria nº 550/2016, passando o Comitê Gestor de Biometria - CGBio a ser composto pelos seguintes membros:

I - Juiz (a) Auxiliar da Corregedoria Regional Eleitoral;
II - Juiz (a) Auxiliar da Presidência;
III - Diretor(a)-Geral;
IV - Coordenador(a) Jurídico-Administrativo da CRE;
V - Secretário(a) de Tecnologia da Informação;
VI - Assessor(a) Técnico da STI;
VII - Coordenador(a) de Infraestrutura Computacional;
VIII - Secretário(a) de Administração e Orçamento;
IX - Coordenador(a) de Serviços Gerais;
X - Secretário(a) de Gestão de Pessoas;
XI - Assessor (a) de Comunicação;
XII - Analista Judiciário da 38ª Zona Eleitoral - Santo Antônio do Leverger.

 

Portaria nº 42/2018 designou os seguintes representantes dos cartórios eleitorais para comporem, como titular e substituto, respectivamente, nos termos da Resolução nº 1.719/2016:

Chefes de Cartórios da 39º e 20ª ZE


Portaria nº 444/2017 alterou, parcialmente, a Portaria 437/2017, para incluir o parágrafo único ao seu art. 1º. 


Portaria nº 437/2017 determinou que compete aos seguintes membros, a Coordenação do Comitê Gestor de Biometria - CGBio;

I - Excelentíssimo Senhor Desembargador Pedro Sakamoto, Corregedor Regional Eleitoral;
II - Excelentíssimo Senhor Lídio Modesto da Silva Filho, Juiz de Direito.

 

Portaria nº 550/2016  constituiu o Comitê Gestor de Biometria - CGBio,composto pelos titulares dos cargos descritos a seguir:

Diretor(a)-Geral;
Coordenador(a) Jurídico-Administrativo da CRE;
Secretário(a) de Tecnologia da Informação;
Assessor(a) Técnico da STI;
Coordenador(a) de Infraestrutura Computacional;
Secretário(a) de Administração e Orçamento;
Coordenador(a) de Serviços Gerais;
Secretário(a) de Gestão de Pessoas;
Assessor (a) de Comunicação;
Chefe do Cartório da 54° Zona Eleitoral - Cuiabá;
Chefe do Cartório da 58° Zona Eleitoral- Várzea Grande.

 

Ao CGBio caberá a coordenação do Projeto Biometria, observadas as seguintes diretrizes gerais:

I. o planejamento, o monitoramento e o controle das ações;

II. a realização da comunicação organizacional;

III. a racionalização da utilização de recursos;

IV. a integração das equipes, dos serviços e dos processos;

V. o patrocínio ao Projeto e a gestão de riscos.